ATUALIDADE - Brasil campeão da Copa das Confederações

O dia hoje foi do futebol brasileiro.
O Brasil é o país do futebol.
A vitória dentro de campo era o que todos nós esperávamos e veio a coroar um novo momento do país, onde o povo entende que não se vive apenas de pão e circo e quer muito mais, indo às ruas manifestar seu desejo por melhorias na educação, na saúde, no transporte, enfim, na vida!
O texto que apresento hoje é um texto registro, para que seu aluno guarde as emoções do campo pelo resto do ano.
Como trata-se de um texto longo, o ideal é que a exploração seja oral ou no máximo com atividades de sublinhar como por exemplo:
.pintar os substantivos próprios com lápis de cor amarelo
.numerar os parágrafos, visto que no texto jornalístico ele não é configurado com espaçamento;
.leitura em voz alta com parada e explicação em pontos obscuros e que podem não ser do conhecimento do aluno, como por exemplo, no primeiro parágrafo fala-se que a seleção tirou o favoritismo da Fúria. A quem está se referindo "a fúria" entre outros pronomes;
.algumas questões básicas sobre as regras do futebol como a duração de cada tempo, de quantos tempos é composto o jogo, quantos jogadores compõem cada time, qual o nome do técnico da seleção;
.e o fechamento com questões sobre a vida da criança, questionando se ela assistiu ao jogo, com quem, como foi o momento, o que a família estava comentando em casa sobre a Copa das Confederações que pode ser apenas uma questão oral ou ser sugerida como produção de texto ou de imagem.

Baixe e imprima em documento de word para seus alunos.
Os grifos que aparecem na imagem não aparecem na impressão visto que a imagem é um print da atividade original no word.

PAIS & FILHOS - jogos educativos

As férias estão chegando... o que fazer com as crianças em casa?
Aproveite os jogos educativos para estimular o raciocínio e inteligência de seu filho(a):
http://educarparacrescer.abril.com.br/listas/jogos-infantis-731121.shtml?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=jogos_infantis

Acesse www.educarparacrescer.com.br

ATUALIDADES - Copa das Confederações

Saindo um pouco do clima das manifestações vamos ao futebol, pois é o assunto do dia de hoje com a vitória do Brasil que segue rumo à final do evento.
Discordias à parte sobre os gastos com o evento e utilização do dinheiro publico para esse fim, enfim, o evento está aí.Aproveite este momento para trabalhar o assunto com seus alunos.
O texto é bem simples falando da vitória do Brasil. Apresenta datas aos quais pode ser melhor explorada com pesquisa na internet sobre outros fatos relevantes no país ou mundo nos anos em que o Brasil foi campeão bem como extensão de pesquisa familiar sobre os jogos. Se os familiares estão assistindo aos jogos, se estão gostando da atuação do Brasil, se acreditam que se pode vencer, enfim.

ATUALIDADES - pesquisa IBOPE

As manifestações por todo país continuam como assunto do momento tanto nos meios de comunicação como redes sociais.
Aproveite mais esse texto jornalístico para trabalhar e debater com seus alunos de quarto e quinto ano os assuntos de seu cotidiano visto que todos comentam e muitos participam dos manifestos ou possuem alguém da família que participou.
Além dos debates sobre o texto amplie o vocabulário de seus alunos pedindo para que demarquem palavras que desconheçam o significado e que pesquisem individualmente ou em grupo o seu significado no dicionário.
Este é um ótimo momento para trabalhar também ordem alfabética na prática com a pesquisa no dicionário que pode também se transformar numa competição de grupos (quem encontra primeiro).
Caso o assunto porcentagem não tenha sido devidamente trabalhado com os alunos, aproveite esse texto para aprofundar-se no assunto e colocando todos os dados percentuais apresentados em base 100, fica bem fácil para que a criança compreenda, exemplo:
77% de 100 significa que 77 pessoas responderam x ou y.
Utilize papel quadriculado ou materiais concretos para representar em linguagem gráfica dados apresentados e deixe o conteúdo concretizado na mente de seu aluno.
As atividades escritas compreendem não só conteúdos matemáticos como pequenas dissertações que envolvem discussão familiar e ou memória de fatos já vividos. A última questão pode ser ampliada com produção de gráfico da turma dos problemas locais apresentados pela classe e posterior analise dos dados coletados.








 ++A visualização da imagem apresenta o grifo verde do Word, que não aparece na impressão ++

ATUALIDADE - manifestações pelo Brasil

Leve o assunto do momento para sua sala de aula (quarto ou quinto ano), com um texto leve informando sobre os movimentos agendados para este dia 20 de junho.
Aproveite para mostrar no mapa do Brasil os Estados citados no texto, bem como localizar o Estado e município de sua residência para os alunos.
Amplie os conhecimentos debatendo os acontecimentos recentes bem como o vandalismo, que infelizmente está acontecendo em boa parte dos manifestos.
Inclua a participação familiar pedindo ao aluno que pesquise com sua família a opinião dela sobre a onda de protestos e finalize a atividade com criação de frase para cartaz que pode limitar-se à folha da atividade ou ampliar-se numa atividade prática levando em consideração a realidade escolar (sugestão: o que a escola precisa de melhorias?).
Baixe e imprima em documento de word ao menos o texto referência para seus alunos, pode ser trabalhado de forma individual ou em equipe.

 

MATEMÁTICA - quadro posicional


MATEMÁTICA - jogo das cores


MATEMÁTICA - valor relativo e valor absoluto


MATEMÁTICA - quadro valor lugar


PAIS & FILHOS - tarefa de casa

A tarefa de casa tem sido um dos grandes problemas nas classes de educação infantil. Alguns pais pensam que é correto fazê-la para o filho, que chega cansado da escola e quer brincar.
Isso é um erro, pois a criança deve perceber que a tarefa é uma obrigação sua, um dever que precisa ser cumprido.
É muito importante que a criança tenha um horário determinado para a execução da tarefa, o momento da tarefa, onde as pessoas da casa tenham também outras coisas a fazer, para servir de exemplo para a criança. Os pais podem dizer que “enquanto você faz a sua eu faço a minha”, deixando-a ali.
Se a criança tiver alguma dificuldade na atividade é diferente. Os pais devem ensiná-la e sair de perto novamente, para que este não se acostume com a sua presença. Só em caso de extrema dificuldade é que os pais deverão acompanhá-los na realização da mesma.
Aos poucos a criança vai criando responsabilidade, percebendo que a tarefa pode se tornar um momento agradável e prazeroso, além de perceber que através dela é possível compreender melhor os conteúdos trabalhados na escola, tornando seu aprendizado mais consistente.

É importante a orientação dos pais no momento da tarefa
Hoje em dia, em razão da distância entre pais e filhos que é conseqüência da correria do dia a dia, é normal que as crianças queiram chamar a atenção dos pais, querendo que fiquem perto na hora da tarefa. Se os pais não se importarem e puderem dar atenção nesse momento, será de extrema importância para a criança, já que ficam longe o dia todo. Muitas crianças choram, ficam nervosas, o que é perfeitamente normal. É mesmo uma forma de chamar atenção e manter os pais próximos a ela.
O que não pode acontecer é da criança manipular os pais de tal forma que nunca possam sair de perto, fazendo com que o filho se torne dependente de sua presença. Isso pode causar-lhe outros problemas futuros, como insegurança, medo e angústia.
É importante ressaltar que na escola a criança faz a tarefa sozinha, somente com as explicações da professora e que, se consegue na escola, tem condições de fazê-la em casa também, pois a professora não iria passar uma atividade que não estivesse de acordo com a capacidade de seus alunos.
Aos poucos os pais podem mostrar para o filho que a tarefa de casa é como outra tarefa que a criança tem, como guardar os brinquedos, arrumar aquilo que bagunçou, limpar uma sujeita que fez, pois assim conseguirão mostrar que é apenas uma simples tarefa.
Assim que a criança terminá-la, é importante que os pais confiram a mesma e que elogiem o filho. Afinal, quem não gosta de um elogio depois de uma tarefa cumprida?
Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia